CÂMARA REALIZA SUA 30ª SESSÃO ORDINÁRIA EM 2019

por Antonia Nascimento publicado 07/11/2019 12h50, última modificação 07/11/2019 12h58
Confira as pautas.

1 MANOEL MATIAS DE SALES (PSD)

Falou sobre a enfermidade que seu pai enfrenta, rogando a Deus que lhe devolva a saúde ao seu pai. Depois abordou a respeito de sua indicação para que a Prefeitura faça uma tampa para bueiro que fica em frente à Assistência Social, destacando que é algo pequeno e nem cabia uma indicação, era apenas o secretário passar em frente e sentir o mau cheiro que exala do local. Nisto ressaltou ter documentado a indicação porque quando o povo cobra, pode comprovar o seu pedido ao Executivo. No demais, falou sobre Deputada e Senador Petecão que estão lutando pelo produtor que sofre nas áreas de reservas, destacando que o produtor é esquecido e quando o Estado lembra dele, é para ferrá-lo, com aplicações de multas exorbitantes. Disse que essas multas são aplicadas de forma absurdas e ignorantes, porque existem produtores que foram multados em 1 milhão de reais, sendo que sua propriedade não vale isso tudo, logo multá-lo nesse valor é algo que vai excluir do mercado, uma vez que terá como pagar. Até casas foram queimadas em áreas de reserva, sendo isso um absurdo completo. Acrescentou ter presenciado, um servidor do ICMBIO querendo que a pessoa parasse imediatamente o barco no meio do rio, ironizou dizendo que até onde ele sabe, barco não tem freio. Ao final disse que bandido é tratado com respeito e o produtor não, nisto espera que as autoridades maiores possam mudar isso. Finalizou falando que tem muitos brasileiros trabalhando no Perú, cerca de seiscentos pessoas, segundo dados da Prefeitura de Iñapari.

 

02 PAULO SALES DA SILVA (PP)

Reclamou sobre pessoas que criticam que os vereadores, dizendo que não fazem nada, mas essas mesmas pessoas não vêm à Casa para ver os trabalhos que estão sendo desenvolvidos. Reclamou sobre a iluminação pública, declarando que prova por A + B que tem condições de Assis Brasil ser uma cidade completamente iluminada, aonde verificou em alguns talões de energia o valor pago de contribuição de iluminação e se for somar, tem dinheiro em caixa para pagar a iluminação. Inclusive dava de ter uma empresa particular fazendo um trabalho de atenção aos postes das ruas para deixá-las iluminadas. Não tem desculpas, porque os contribuintes pagam todos os meses a taxa de iluminação. Outra pauta abordada foi sobre alteração no orçamento que veio da Prefeitura e foi aprovado pelos Vereadores em Abril, para entrar aproximadamente seis milhões de reais no município, aonde um dos objetos era a reforma e ampliação da feira municipal, mas até hoje não viu nada acontecendo. No tocante, enfatizou que a principal função do Vereador é fiscalizar, mas está em falha e Prefeito está tratando Vereadores como bibelô e, é por esse motivo que vai deixar o Legislativo no final do mandato e não se candidatará mais, pois fica triste em ver as coisas acontecendo dessa forma. Disse que esperava que prefeito tivesse mais apreço pela população, no sentido de oferecer melhores oportunidades, mas não tem alternativas, nem esperanças. Finalizou dizendo que vê muita viagem do Prefeito e pouca coisa acontecendo.

 

3 CLÁUDIA GONÇALVES

Fez um convite na tribuna, aonde Prefeito convida todos os Vereadores para participarem de reunião Terça-feira às 11:30, com o Diretor da ENERGISA e todos os Vereadores, para falar sobre essas quedas de energia e outras problemáticas enfrentadas no município. Outro assunto foi a respeito do Secretário de Saúde estar penalizando motoristas, no tocante aqueles que se deslocam até Rio Branco na VAN ou carros pequenos, e se o carro quebrar, eles não viajam mais, ou seja que não terão mais o advento da diária para irem até Rio Branco, fato que acaba sacrificando os demais motoristas que tem que fazer várias viagens e isso é cansativo, além do que, coloca a vida dos pacientes em risco por que aumenta as chances de acontecer acidentes. No que destacou que os motoristas não descansam quando vão deixar pacientes em Rio Branco, pois depois de irem à fundação têm que ir fazer mandados e não tem tempo para descansar, então na volta fica perigoso. Nisto criticou o Secretario, dizendo que ele está deixando a desejar penalizando os motoristas, uma vez que os mesmos não têm culpa do carro quebrar. Mudando de assunto, falou sobre a superlotação no hospital, por conta de que os serviços que seriam para fazer nos postos de saúde, estão sendo feitos no hospital. Também falou da questão da limpeza nos dizendo que as funcionárias que fazem a limpeza estão a dois meses sem receber e está sendo feito apenas o básico do básico nos postos. Dentre outras coisas, parabenizou Zé do Posto pelo trabalho desenvolvido na ladeira da cidade, destacando que melhorou bastante a vida da população porque era algo que colocava em risco a vida dos condutores. Fez observações sobre haver sido feito limpeza no igarapé da rua 04. Falou sobre a escuridão das ruas, destacando que as pessoas ficam em pânico quando precisam sair à noite, principalmente os alunos que saem tarde da escola. Reafirmou falas do Vereador Paulo, sobre as taxas de iluminação pagas pelos consumidores destacando que precisam ser revertidas em iluminação pública de fato. No tocante solicitou do Prefeito conseguir carro para fazer a parte de iluminação da cidade, pois sabe que material tem, falta apenas o carro.

 

4 WENDELL GONÇALVES (PL)

Falou sobre a indicação que fez em conjunto com a Presidente Cláudia para fazer construção de polo educacional no km 88, destacando que acredita que vai dar certo, pois tiveram conversando com a Coordenadora Ivanir e ela deu indícios que será possível. Falou sobre seu Requerimento de Nº 004/2019 o qual convoca o Chefe do DEPASA em Assis Brasil, Arquileudo Matias de Sales para prestar informações na tribuna da Casa, aonde destacou que será a hora dele expor suas ideias e dificuldades enfrentadas na gestão, uma vez que sabe dos transtornou que aconteceram por conta das constantes quedas de energia, tais como queima da aparelhagem, entre outras coisas. Mudando de assunto, relatou que no dia 18, acontecerá audiência pública em Brasileia para tratar sobre a questão das Resex, sobre as multas que estão ocorrendo e disse que seria importante estar presente alguém do Legislativo de Assis Brasil. Depois contou que participou de encontro do TCE em Epitaciolândia, aonde sanou dúvidas com Jeú sobre as prestações de contas do Prefeito Zum, que ele entregou os espelhos; no entanto foi informado que ainda existem problemas com as prestações de contas da gestão do Betinho e que precisam ser sanadas, no que o Auditor disse que é melhor entregar do jeito que está as prestações do Betinho, do que não entregar. Já em relação às empresas terceirizadas, elas têm que ter prédio local, os terceirizados tem que resolver todas as questões com a própria empresa e não com a Prefeitura, mas pelo que está vendo em Assis Brasil, as empresas estão subordinadas com as Secretarias e não vai adiantar muito. NO tocante, reclamou que os valores pagos por cada funcionário com as empresas terceirizadas, irá onerar os cofres da Prefeitura em quase o dobro, no que concluiu que não haverá muita economia por parte da Prefeitura. Mudando de assunto, convidou os demais Vereadores para se reunir com o Prefeito para sanar dúvidas e anunciou que o Tribunal de Contas se colocou à disposição para atender e sanar dúvidas dos Vereadores.

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.